SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.21 issue2Beliefs about the causes of acute myocardial infarctionAbout the relationship between psicotherapists in supervision author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Psicologia, Saúde & Doenças

Print version ISSN 1645-0086

Abstract

CARDOSO, Cheila  and  COSTA, Rui. Funcionamento sexual e consumo de tabaco numa amostra jovem. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2020, vol.21, n.2, pp.262-276. ISSN 1645-0086.  http://dx.doi.org/10.15309/20psd210203.

Fumar é factor de risco dependente da dose para disfunção eréctil em amostras que incluem ou são totalmente constituídas por homens a partir dos 40 anos. Em homens jovens, os resultados são contraditórios. Não parece haver relação entre consumo de tabaco e dificuldades sexuais femininas em estudos que incluem ou são totalmente realizados com mulheres a partir dos 40 anos. Há falta de investigação em mulheres jovens. Personalidade e consumo de outras substâncias psicoactivas poderão explicar parte da associação entre consumo de tabaco e dificuldade sexuais, mas tem-lhes sido dada pouca atenção. O presente estudo visou examinar a associação entre consumo de tabaco e funcionamento sexual numa amostra jovem e explorar o papel da personalidade e do consumo de outras substâncias aqui desempenhado. O estudo foi realizado através de um questionário online e contou com a participação de 180 mulheres e 53 homens portugueses, heterossexuais, com idades entre 18 e 39. O funcionamento sexual feminino foi avaliado pelo Female Sexual Function Index e pela Female Sexual Distress Scale - Revised, e o masculino pelo Internarional Index of Erectile Function e pelo Premature Ejaculation Diagnostic Tool. Fumar não se associou a dificuldades sexuais em mulheres. Em homens associou-se a mais dificuldades erécteis, mas não depois de controlados neuroticismo, conscienciosidade, e consumo de álcool e de cannabis. Os resultados vão ao encontro de que a nicotina não põe riscos significativos para o funcionamento sexual feminino. Em homens jovens, é necessária investigação que tenha em conta a personalidade e o consumo de substâncias.

Keywords : tabaco; funcionamento sexual; jovens adultos; personalidade; consumo de substâncias.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License