SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.20 issue3Stakeholders’ voice about a youth participatory action-research programImplementation of HIV quick test in the madeira autonomous region 17/18 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Psicologia, Saúde & Doenças

Print version ISSN 1645-0086

Abstract

CARNEIRO, Francis; COSTA, Pedro  and  LEAL, Isabel. Análise psicométrica da versão portuguesa do sentido interno de coerência familiar. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2019, vol.20, n.3, pp.838-858. ISSN 1645-0086.  http://dx.doi.org/10.15309/19psd200322.

O Sentido Interno de Coerência Familiar (Antonovsky & Sourami, 1988) encontra-se integrado no modelo Salutogénico que enfatiza as forças e capacidades das famílias para alcançarem um ajustamento bem-sucedido. O FSOC está significativamente associado a resultados positivos de saúde, contudo é um conceito pouco investigado. O presente estudo tem como objetivos (1) traduzir e avaliar as características psicométricas da versão portuguesa do Sentido Interno de Coerência Familiar (FSOC) e (2) examinar o impacto do funcionamento familiar no ajustamento psicológico infantil numa amostra de cuidadores de crianças com idades compreendias entre os 10 e os 15 anos. A amostra foi constituída por 271 cuidadores que responderam a questões sociodemográficas e preencheram a versão Portuguesa do FSOC e do Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ). Foi realizada uma análise factorial exploratória e uma análise factorial confirmatória para avaliar a estrutura do FSOC. A consistência interna, a fiabilidade compósita, a validade convergente e a validade discriminante dos scores do FSOC foram também calculadas. Foram realizadas regressões lineares múltiplas para explorar o impacto do FSOC nas subescalas do SDQ. As análises factoriais suportaram uma solução trifactorial da escala com 21 itens. Contudo, a organização dos itens da escala original não se manteve e novas dimensões foram originadas: Coesão Familiar, Recursos Familiares e Comunicação Familiar. A versão portuguesa do FSOC apresentou um bom ajustamento do modelo e boas propriedades psicométricas. O ajustamento do modelo foi significativamente superior ao modelo da estrutura original. O FSOC apresentou um impacto significativo nos Comportamento Pro-sociais e o maior preditor foi a dimensão Comunicação Familiar. Os resultados são pertinentes para os investigadores que pretendam explorar o papel do funcionamento familiar no ajustamento psicológico. Mais, O FSOC pode ser muito relevante para os investigadores e terapeutas familiares uma vez que ajuda a promover o bem-estar da família.

Keywords : Sentido interno de coerência familiar; análise factorial exploratória; análise factorial confirmatória; ajustamento psicológico.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License