SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.18 número3Viver com diabetes é “carregar uma cruz”: Metáforas de idosos diabéticos tipo2Cortisol capilar como medida de análise do estresse crônico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

BU, Emerson Araújo Do; ALEXANDRE, Maria Edna Silva de  e  COUTINHO, Maria da Penha de Lima. Representações sociais do vitiligo elaboradas por Brasileiros marcados pelo branco. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2017, vol.18, n.3, pp.760-772. ISSN 1645-0086.  http://dx.doi.org/10.15309/17psd180311.

Objetiva-se com o presente estudo apreender as Representações Sociais (RS) do Vitiligo elaboradas por pessoas que possuem tal afecção. Trata-se de um estudo misto, quantitativo e qualitativo, do tipo descritivo e exploratório, ancorado no aporte teórico da Teoria das Representações Sociais. Participaram da pesquisa 196 brasileiros com idades de 18 a 70 anos (M=38,85; DP=12,53), prevalentemente do sexo feminino (70,02%), membros de grupos do Facebook relacionados à temática do Vitiligo. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados um questionário online com a pergunta: “Para você, o que é Vitiligo?”. Além desta, obteve-se informações referentes aos dados sóciodemográficos dos participantes que foram processados pelo software Statistical Package for Social Science for Windows - IBM SPSS; enquanto que, para a análise dos dados coletados por meio da referida pergunta, utilizou-se o software IRAMUTEQ, a fim de alcançar o(s) esquema(s) figurativo(s) das RS das pessoas com Vitiligo acerca da sua afecção, por meio da Classificação Hierárquica Descendente (CHD) e Análise de Similitude. A CHD considerou 74,49% do total das Unidades de Contexto Elementares do corpus denominado “Dimensões de compreensão do Vitiligo”. Deste, deu-se origem a dois subcorpora, os quais aglutinaram-se as Classes 1, 2 e 3, denominadas respectivamente de Aspectos biomédicos do Vitiligo, Aspectos psicodermatológicos do Vitiligo e Aspectos biológicos do Vitiligo. Em linhas gerais, percebe-se que os dados apresentam enfoques multifacetados de compreensão do Vitiligo, em que o conteúdo emergido por meio da fala dos atores sociais ancora o entendimento da afecção a um saber de ordem ora apenas dermatológico/biomédico, ora psicodermatológico.

Palavras-chave : vitiligo; representações sociais; IRAMUTEQ.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons