SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 número1Uso de eye tracking em realidade virtual não imersiva para avaliação cognitivaA relevância das medidas individualizadas: ouvimos o paciente mas captamos a história? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

JONSSON, Catherina  e  LENCASTRE, Leonor. Trauma e religião: um modelo de adaptação psicológica baseado no coping religioso. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2016, vol.17, n.1, pp.32-38. ISSN 1645-0086.  http://dx.doi.org/10.15309/16psd170105.

Em geral os modelos de stresse traumático atribuem a causa dos sintomas traumáticos à violação das crenças acerca do mundo e de si próprio. Uma forma eficaz de restaurar essas crenças é reavaliar o significado do acontecimento traumático de uma forma mais positiva através de um processo conhecido por construção de significado. A religião pode ser uma ajuda nesse processo ao oferecer crenças que poderão levar à compreensão do sofrimento. Alguns estudos empíricos concluem, no entanto, que o recurso à religião nem sempre leva a resultados psicológicos positivos, o que nos deixa sem saber se os recursos religiosos são realmente eficazes para lidar com os acontecimentos traumáticos. Para compreendermos a forma como a religião pode levar a resultados psicológicos negativos, estudos recentes apontam para a necessidade de analisar o conteúdo específico das crenças religiosas. Na realidade as crenças específicas acerca do porquê do sofrimento humano, as chamadas teodiceias, têm sido surpreendentemente ignoradas. Este artigo pretende portanto: 1) rever a literatura acerca destas crenças religiosas específicas, e descrever o seu papel na atribuição do significado dos acontecimentos traumáticos, 2) descrever como as teodiceias podem interagir com outras crenças do mundo e de nós próprios para se compreender as diferenças individuais nas respostas de coping, e 3) propor um modelo de adaptação psicológica baseado no coping religioso que reflete a forma como a religião influencia o processo de construção de significado

Palavras-chave : teodiceias; trauma; coping religioso; construção do significado; adaptação psicológica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons