SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número3Ansiedade, depressão e enfrentamento em pacientes internados em um hospital geral índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

BARBIERI, Valéria; MISHIMA, Fernanda Kimie Tavares  e  SELAN, Barbara. A criança antissocial e seu pai: um estudo psicodinâmico. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2013, vol.14, n.3, pp.356-381. ISSN 1645-0086.

O comportamento antissocial é frequente em crianças que buscam atendimento psicológico. Sua tendência a agravar-se e o seu prognóstico restrito tornam essenciais as intervenções precoces. Tratando-se a personalidade paterna seu fator etiológico mais relevante, este estudo buscou compreender como ela atua no relacionamento com a criança, promovendo o aparecimento desse quadro. Foram realizados três estudos de caso de pais de meninos antissociais, empregando uma entrevista psicológica e o Procedimento de Desenhos de Família com Estórias. Os resultados mostraram que a tendência antissocial independe da estrutura de personalidade paterna e está relacionada à dinâmica afetiva desse genitor, em particular às dificuldades do controle pulsional, ambivalência na aceitação de normas e limites, ambiguidade diante do papel de pai, restrição da capacidade criativa, redução da área das experiências transicionais e insegurança no processo de integração do amor e ódio na relação com o filho. Assim, há necessidade de realizar intervenções incluindo esse genitor no atendimento da criança antissocial.

Palavras-chave : tendência antissocial; pai; família; criança; psicanálise; técnicas projetivas; avaliação psicológica.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )