SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1O impacto da interrupção da gravidez por mal formação congénita: a perspectiva do paiA relação entre a depressão em contexto laboral e o burnout: um estudo empírico com enfermeiros índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

COSTA, Sílvia  e  GUERRA, Marina Prista. O luto no transplantado cardíaco. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2009, vol.10, n.1, pp.49-55. ISSN 1645-0086.

Os autores reenquadram o procedimento de Transplante Cardíaco (T.C.) enquanto processo desafiante do ponto de vista biopsicossocial e não meramente como um acontecimento disruptivo. Neste sentido, são realçadas as sucessivas perdas e ajustamentos emocionais que vão emergindo. Desde o confronto com o diagnóstico da cardiopatia terminal, ao sofrimento incapacitante e iminência de morte devido à insuficiência cardíaca severa, passando pela perspectiva “salvadora” mas ambivalente do T.C. e subsequente exigência bio-psicológica das fases pós-operatória e pós-alta hospitalar, o paciente depara-se com um balanço precário entre a esperança e a perda. Destacam-se ainda a particularidade e exigência do processo de Luto na pessoa transplantada cardíaca devido à forte representação cognitiva e simbólica do coração e dado tratar-se de um transplante de dador cadáver. Por último, realça-se a possível e desejada elaboração do processo de Luto como um todo, culminando esta travessia existencial num significado realizador para a Pessoa.

Palavras-chave : Coração; Luto; Transplante Cardíaco; Sentido de Vida.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )