SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.10 número1Vinculação pré-natal e ansiedade em mães e pais: impacto da ecografia do 1º trimestre de gestaçãoO luto no transplantado cardíaco índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

SOUSA, Lucília  e  PEREIRA, M. Graça. O impacto da interrupção da gravidez por mal formação congénita: a perspectiva do pai. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2009, vol.10, n.1, pp.31-47. ISSN 1645-0086.

Os avanços das técnicas de diagnóstico pré-natal, tornaram possível a identificação de alguns problemas de saúde do feto in-útero, e a determinação do risco da sua ocorrência, deixando aos pais a liberdade e responsabilidade de decidir acerca da saúde do feto, muito antes do seu nascimento. A complexidade de tais decisões coloca os casais numa encruzilhada, em que qualquer dos caminhos escolhidos marcará as suas vidas. As vivências do progenitor masculino têm sido quase ignoradas pelos investigadores, pelo que a experiência do pai continua a ser muito pouco conhecida. O presente estudo pretende conhecer e compreender os significados atribuídos pelo Pai à experiência de interrupção da gravidez, por anomalia fetal. Para isso recorremos a uma metodologia qualitativa (Grounded Theory). A amostra é constituída por 12 homens cujas esposas interromperam a gravidez no serviço de obstetrícia do Hospital S. Marcos em Braga. Os resultados apontam a interrupção de gravidez por malformação congénita, como uma experiência emocionalmente intensa, com um intenso envolvimento dos pais ao longo do processo. A tomada de decisão representou a confrontação de dúvidas e incertezas, de sentimentos ambivalentes e de dilemas morais, como consequência do investimento na gravidez e da relação afectiva que já existia com o feto. Os pais tendem a desvalorizar os seus sentimentos e as suas necessidades de apoio, centrando as suas preocupações na companheira. Os profissionais de saúde, na opinião dos pais, não só demonstram pouca sensibilidade face aos seus sentimentos e necessidades como constituem um obstáculo ao envolvimento do pai ao longo do processo. A partilha desta experiência com a esposa e o apoio mútuo entre o casal fortaleceu a relação. Os projectos de nova gravidez evidenciam a busca de um novo sentido de vida para estes pais. Estes resultados enfatizam a necessidade de um olhar mais atento sobre o impacto que este acontecimento tem na vida do pai e da importância dos profissionais de saúde neste processo.

Palavras-chave : Interrupção; Gravidez; Malformação; Pai.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )