SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.7 número1Apresentação da versão portuguesa de uma escala de avaliação da susceptibilidade hipnóticaEstudo de adaptação da escala de ajustamento mental ao cancro de um familiar (EAMC-F) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

MONTEIRO, Ana Claudia et al. Comportamento parental em mães seropositivas. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2006, vol.7, n.1, pp.13-27. ISSN 1645-0086.

O objectivo é construir um modelo teórico sobre o comportamento parental em mães seropositivas. Foram analisadas, de acordo com o método Grounded Theory, vinte e uma entrevistas semi-estruturadas de mães infectadas com VIH, sendo que catorze das entrevistas pertencem a três estudos realizados anteriormente. As mães têm idades compreendidas entre os 18 e os 44 anos, tendo pelo menos um filho com menos de 6 anos. Os dados obtidos revelaram uma grande focalização das mães, nos seus filhos. Esta focalização aparece, como resposta às preocupações vividas desde o momento que tomaram conhecimento do seu diagnóstico, sendo uma das mais verbalizadas pelas mães, o receio de não ver crescer as crianças. Deste modo, dedicam-se totalmente aos filhos, são mães presentes, estabelecem uma relação próxima com a criança, são mais responsáveis, ou seja, segundo elas tornam-se mais mães. Planeiam com uma maior antecedência o futuro, ensinam os filhos e escolhem uma segunda mãe.

Palavras-chave : Comportamento parental; Criança; Grounded Theory; Mãe; VIH.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )