SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.6 número1Efeitos da Modernidade na Saúde: Adaptação e Validação da Modern Health Worries Scale para a População Portuguesa índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

NETO, Modesto Leite Rolim; ROCHA, Vera Maria da  e  SILVA, Leocassio Barbosa da. A Depressão Pós-Parto em Vozes que Interpretam. Psic., Saúde & Doenças [online]. 2005, vol.6, n.1, pp.109-115. ISSN 1645-0086.

O objectivo é conhecer as dificuldades e práticas vivenciadas pelas portadoras da depressão pós-parto, enquanto distúrbio do humor, no vínculo mãe-filho e suas repercussões nos significados estabelecidos à experiência de ser mãe. Foram entrevistadas 41 pacientes, com média de idade variando entre 20 a 49 anos, do total de 106 atendidas na Unidade de Atenção Básica Auta Alves Ferreira, na cidade de Aparecida, localizada no interior da Paraíba. Foram escolhidas uma amostra de 21 mulheres, por apresentarem um perfil de inclusão, propício ao mapeamento da depressão pós-parto. As pacientes elegíveis deviam ser encaminhadas pelas 02 (duas) equipes de PSF (uma da zona urbana e outra da zona rural), com hipótese diagnóstica de transtorno psíquico do puerpério; estarem no acompanhamento psicológico e assinarem o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Um diário de campo subsidiou os registros das informações. O inventário de Beck para depressão complementou a inclusão e o acompanhamento das pacientes. Os dados foram analisados estatisticamente. Confirmamos os achados das mais recentes pesquisas que o abandono infantil no período pós-parto ocorre em situações onde se somam múltiplos e graves fatores, tais como a miséria (86,7%), pouca escolaridade (67%), falta de rede de apoio (36,5%), relações familiares da mãe comprometidas (12%) e ausência de envolvimento do pai (91,5%). O sentimento de dor e sofrimento psíquicos, oriundos da depressão pós-parto, é o mais enfocado pelas mulheres (87%) porque é ele que desencadeia o maior número de desconfortos, dada a sua difícil dominação.

Palavras-chave : Depressão pós-parto; Sofrimento psíquico; Vínculo mãe-filho.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )