SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.1 número1Influência do suporte social e do coping sobre a percepção subjectiva de bem-estar em mulheres submetidas a cirurgia cardíacaÉ possível viver apesar da dor!... Avaliação da eficácia de um programa de intervenção psicológica multimodal em pacientes com dor crónica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia, Saúde & Doenças

versão impressa ISSN 1645-0086

Resumo

SANTOS, Salomé Vieira. O contexto escolar em crianças com síndrome nefrótico e com doença celíaca: percepções dos professores em áreas específicas . Psic., Saúde & Doenças [online]. 2000, vol.1, n.1, pp.89-99. ISSN 1645-0086.

No âmbito de um estudo mais vasto dirigido para o impacto do Síndrome Nefrótico e da Doença Celíaca na infância, pretende-se avaliar as percepções dos professores face às crianças em áreas específicas do contexto escolar. Para tal utilizam-se dois questionários: o primeiro, construído para o efeito, contempla conteúdos como a adaptação da criança à escola, a reacção dos professores perante a doença, e a eventual interferência desta, quer na relação dos colegas e dos professores com a criança, quer no próprio rendimento escolar; o segundo visa o comportamento da criança na escola. Participam no estudo inicial 81 indivíduos, com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos, distribuídos por três grupos: G1 - Síndrome Nefrótico, G2 - Doença Celíaca, G3 - Grupo de Controlo, sendo cada grupo constituído por 27 crianças. Contudo, nos grupos com doença o número de crianças relativamente às quais se vem a obter informação via professores é mais reduzido: G1 - n=21; G2 - n=18. Os resultados denotam que os grupos com doença se diferenciam significativamente em alguns dos conteúdos avaliados, nomeadamente no que diz respeito à adaptação à escola e à integração na classe/turma, à interferência da doença no rendimento escolar, e mesmo em aspectos da relação do professor com a criança. As características distintas das duas doenças, designadamente em termos de gravidade e de exigências associadas ao seu controlo, poderão contribuir para as percepções diferenciais dos professores nas áreas mencionadas.

Palavras-chave : Psicologia pediátrica; Síndrome nefrótico; Doença celíaca; Crianças; Professores.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )