SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número39Silêncios no feminino no Boletim da Agência Geral das Colónias/do UltramarMaria Archer: uma etnógrafa Amadora na imprensa colonial índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ex aequo

versão impressa ISSN 0874-5560

Resumo

MARQUES, Aldina; DUARTE, Isabel Margarida; PINTO, Alexandra Guedes  e  PINHO, Catarina. A construção da identidade da mulher em revistas do Estado Novo. Ex aequo [online]. 2019, n.39, pp.71-88. ISSN 0874-5560.  http://dx.doi.org/10.22355/exaequo.2019.39.05.

Com vista a compreender o papel da imprensa periódica durante a ditadura do Estado Novo no recorte e na defesa de uma identidade da mulher portuguesa, no presente estudo analisa-se, numa perspetiva linguístico-discursiva, a representação da mulher num corpus de «Página(s) Feminina(s)» e rubricas de autoria feminina nas revistas Mundo Gráfico, A Esfera e Portugal Colonial. Como revistas do regime, as publicações promoviam um Portugal e uma mulher idealizados. A presença e participação da Mulher na imprensa cingia-se prototipicamente a rubricas de entretenimento e/ou aconselhamento, difusoras da propaganda do Estado e alheadas do cenário sociopolítico de então, em que, por ausência, está implícita essa segregação.

Palavras-chave : Representação da Mulher; identidade; ditadura; imprensa; discurso; propaganda.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons