SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número23As amantes de homens casados: Razão e sentimentos nos amores adúlteros na perspectiva de géneroImpacto da orientação sexual e do género na parentalidade: Uma revisão dos estudos empíricos com famílias homoparentais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ex aequo

versão impressa ISSN 0874-5560

Resumo

PINTO, Paula Campos. O Maternal é Político: Um olhar sobre a Maternidade entre Mulheres com Deficiência. Ex aequo [online]. 2011, n.23, pp.67-81. ISSN 0874-5560.

Neste artigo são exploradas as experiências de maternidade de mães com deficiência na sociedade portuguesa, sustentando esta análise nos dados obtidos em entrevistas semidirectivas realizadas com 21 mães com diversos tipos de deficiência a residir na região metropolitana de Lisboa. As narrativas destas mulheres fazem eco dos resultados reportados na literatura geral sobre maternidade e o trabalho de cuidar. Mas a deficiência emerge também como factor de diferenciação na sua vida, que transforma e confere especificidade às suas experiências e práticas de maternidade. Assim, traços de igualdade e de diferença pontuam as suas histórias. No contexto de discursos estigmatizantes, que historicamente têm servido para excluir muitas mulheres com deficiência da maternidade, as narrativas destas mães sublinham também a sua autodeterminação na escolha do percurso de vida. Neste sentido, para estas mulheres a maternidade surge como um lugar de luta e empoderamento. Para elas, o maternal é político.

Palavras-chave : deficiência; maternidade; teoria feminista.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons