SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número22Habitar la amistad, resistir la prepariedad. Amigas en tiempos precariosA persistência dos estereótipos tradicionais de género nas revistas para raparigas adolescentes: resistências à mudança e propostas de alteração índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ex aequo

versão impressa ISSN 0874-5560

Resumo

COBO, Rosa. Individualidade e crise da identidade feminina. Ex aequo [online]. 2010, n.22, pp.129-145. ISSN 0874-5560.

O artigo estrutura-se em três partes. Na primeira argumenta-se que todas as sociedades – as do Norte e as do Sul, as ricas e as pobres – partilham estruturas transculturais de domínio masculino. Essas estruturas «sentem-se». Apesar de difusas e invisíveis e, por isso, difíceis de conceptualizar, podemos sentir o peso dessas estruturas nas nossas vidas sob a forma, por exemplo, de trabalho gratuito ou de desigualdade laboral. Na segunda parte reflecte-se sobre as transformações sociais que o feminismo introduziu nas sociedades patriarcais, enfraquecendo, assim, as suas estruturas mais opressivas e desigualitárias para as mulheres em algumas regiões do mundo. Na terceira parte procede-se, brevemente, à análise de algumas alterações legislativas e políticas que, nos últimos anos, ocorreram em Espanha com o objectivo de acelerar essas transformações a que aspira o feminismo.

Palavras-chave : Feminismo; identidade feminina; mudança social; género; agenda política.

        · resumo em Espanhol | Inglês     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons