SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número20Género e mudanças tecnológicas: o caso das indústrias gráficas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Ex aequo

versão impressa ISSN 0874-5560

Resumo

MOLEIRO, Carla  e  PINTO, Nuno. Diversidade e psicoterapia: expectativas e experiências de pessoas LGBT acerca das competências multiculturais de psicoterapeutas. Ex aequo [online]. 2009, n.20, pp.159-172. ISSN 0874-5560.

O presente estudo aborda as práticas psicoterapêuticas com pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero (LGBT). O enquadramento teórico reporta a evolução histórica das intervenções na orientação sexual não-heterossexual no domínio da psicologia clínica, revendo as directrizes éticas internacionais para a intervenção com pessoas LGBT. O modelo tridimensional das competências multiculturais dos/as psicoterapeutas (consciência, conhecimento e competências) é sugerido como referencial para o desenvolvimento de práticas psicoterapêuticas mais éticas e eficazes com clientes de grupos minoritários, incluindo LGBT. É apresentado um estudo de natureza qualitativa e exploratória. Foram efectuadas entrevistas a quatro participantes - uma mulher lésbica, um homem gay, uma mulher bissexual e um homem transexual - com o objectivo específico de explorar as suas representações de saúde e doença psicológicas, bem como experiências e expectativas relativamente aos processos de ajuda clínica. Os resultados das entrevistas são reportados, dando voz às/aos intervenientes com excertos das entrevistas. As experiências de discriminação foram relatadas de forma central por todos os/as participantes, incluindo no acesso à saúde. As expectativas que detêm dos/as psicoterapeutas, contudo, envolvem a capacidade dos/as mesmos/as se absterem da influência dos seus valores e atitudes no trabalho clínico e de auxiliarem as/os/as clientes na resolução de problemas resultantes da discriminação e isolamento social. Essas expectativas são discutidas à luz da literatura nacional e internacional, salientando a natureza essencialmente interpessoal da relação terapêutica e a relevância do papel da formação do/a psicoterapeuta.

Palavras-chave : Pessoas LGBT; Psicoterapia; Competências Multiculturais; Estudo qualitativo.

        · resumo em Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons