SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 número1Preditores da empatia dirigida a humanos e outros animais em portugueses e anglo-saxónicos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Psicologia

versão impressa ISSN 0874-2049

Resumo

MOTA, Catarina Pinheiro  e  MARTINS, Carine. Vinculação aos pais e relação amorosa: Papel mediador dos conflitos interparentais em jovens adultos. Psicologia [online]. 2018, vol.32, n.1, pp.1-14. ISSN 0874-2049.  http://dx.doi.org/10.17575/rpsicol.v32i1.1225.

A qualidade das relações estabelecidas precocemente com os pais mostra-se de extrema relevância no desenvolvimento emocional e social dos jovens. A construção e desenvolvimento das relações de bases seguras sugere maior disponibilidade para o estabelecimento de relações fora do seio familiar, nomeadamente com o par amoroso, estando as vivências afetivas inseguras associadas a dificuldades no estabelecimento e manutenção de relações amorosas. O presente estudo teve como objetivo analisar a qualidade de vinculação aos pais e testar o seu efeito na vinculação amorosa em adultos emergentes, assim como testar o papel mediador dos conflitos interparentais na associação anterior. Participaram 505 indivíduos com idades compreendidas entre os 18 e os 25 anos de idade ( M = 20.59; DP = 1.78), que responderam aos Questionários: de Vinculação ao Pai e à Mãe (QVPM), de Vinculação Amorosa (QVA), e ao The Children´s Perception of Interparental Conflict Scale (CPIC). Os resultados apontam para um efeito preditor positivo da qualidade de laço emocional aos pais face à qualidade de vinculação ao par amoroso. Verifica-se, ainda, que a perceção de conflitos interparentais exerce um papel mediador na associação entre a vinculação aos pais e a vinculação amorosa.

Palavras-chave : Vinculação aos pais; vinculação amorosa; conflitos interparentais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons