SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIV número20Construir la confianza para el parto: evaluación de un programa de intervención en enfermeríaEfectos de un programa de estimulación cognitiva en ancianos institucionalizados índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista de Enfermagem Referência

versión impresa ISSN 0874-0283

Resumen

AZEVEDO, Paulo Manuel Dias da Silva et al. Dependência funcional na alta dos cuidados intensivos: relevância para a enfermagem de reabilitação. Rev. Enf. Ref. [online]. 2019, vol.serIV, n.20, pp.37-45. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIV18084.

Enquadramento: O internamento em cuidados intensivos pode provocar efeitos adversos que originam situações de incapacidade funcional, que persistem por tempo prolongado. A reabilitação precoce pode impedir ou limitar essas situações. Objetivos: Caracterizar o nível funcional e dependências na alta dos cuidados intensivos e verificar o momento de início das intervenções de enfermagem de reabilitação. Metodologia: Estudo descritivo/exploratório, método quantitativo, numa amostra de 30 doentes. Resultados: Valor médio do Medical Research Council de 27 (primeira avaliação) e de 38 (alta). O valor médio da Medida de Independência Funcional, nos autocuidados, mobilidade/transferências foi de 2. A primeira intervenção de enfermagem de reabilitação ocorreu, em média, ao 10º dia, e o primeiro levante após 13 dias. Conclusão: No momento da alta verificaram-se elevados níveis de dependência funcional no autocuidado básico e mobilidade/transferências, sendo necessário melhorar a sua caraterização para a continuidade de cuidados de reabilitação. A mobilização dos doentes críticos deve acontecer precocemente.

Palabras clave : reabilitação; autocuidado; fraqueza muscular; recuperação funcional.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons