SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIV número15Epidemiología de lesiones de piel relacionadas con el cuidado: estudio de la prevalencia en ColombiaParto eutócico frente a cesárea electiva e incidencia de patologías en el niño hasta los 2 años índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista de Enfermagem Referência

versión impresa ISSN 0874-0283

Resumen

CRUZ, Arménio Guardado; GOMES, António Marcos Tosoli  y  PARREIRA, Pedro Miguel Santos Dinis. Focos de atenção prioritários e ações de enfermagem dirigidos à pessoa idosa em contexto clínico agudo. Rev. Enf. Ref. [online]. 2017, vol.serIV, n.15, pp.73-82. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIV17048.

Enquadramento: As prioridades dos focos de atenção dos enfermeiros nos cuidados agudos a pessoas idosas são influenciadas por diversos fatores, e podem colocar em risco a sua qualidade. Objetivos: Descrever a perceção dos enfermeiros sobre prioridades dos focos de atenção das intervenções de enfermagem mais comuns, dirigidos à pessoa idosa hospitalizada em fase aguda, e identificar associações com outras variáveis. Metodologia: Estudo exploratório-descritivo e correlacional. Amostra não aleatória de conveniência de 124 enfermeiros (♀=100, 80,6%; M=29,8 anos; DP=6,75). Utilizou-se um questionário para avaliar a perceção de prioridades de autocuidados e a regularidade e importância das ações de enfermagem. Resultados: Prioridades mais elevadas nos autocuidados arranjar-se, vestir/despir e transferir. Diferenças significativas entre a regularidade e a importância nas ações atender (Z=-3,272; p=0,001) e informar (Z=-4,824; p=0,000). Correlações negativas significativas entre o autocuidado arranjar-se, a idade (rs=-0,203; p=0,032), o tempo de profissão (rs=-0,194; p=0,041), e as horas semanais de prestação de cuidados a idosos (rs=-0,257; p=0,007). Conclusão: A formação inicial e contínua, associada a estratégias institucionais, deve basear-se num novo paradigma.

Palabras clave : idoso; hospitalização; doença aguda; diagnósticos de enfermagem; autocuidado.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons