SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIV número12Procesos desarrollados por los gestores de enfermería frente al errorCalidad de vida de los niños con enfermedad renal índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista de Enfermagem Referência

versión impresa ISSN 0874-0283

Resumen

NEVES, Conceição Fernandes da Silva; RENTE, José Augusto Prata da Silva; FERREIRA, Ana Catarina da Silva  y  GARRETT, Ana Catarina Martins. Qualidade de vida da pessoa com esclerose múltipla e dos seus cuidadores. Rev. Enf. Ref. [online]. 2017, vol.serIV, n.12, pp.85-96. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIV16081.

Enquadramento: A esclerose múltipla (EM) é uma doença crónica que interfere na qualidade de vida (QV) das pessoas com EM e dos cuidadores. Objetivos: Avaliar a perceção da QV das pessoas com EM e dos cuidadores. Avaliar a perceção da QV das pessoas com EM e dos cuidadores segundo o sexo. Comparar a QV das pessoas com EM com a dos cuidadores. Metodologia: Aplicou-se um questionário sobre perfil sociodemográfico e QV (WHOQOL-Bref) nos 2 grupos, e perfil clínico nas pessoas com EM. Resultados: As pessoas com EM e os cuidadores percecionam melhor QV no domínio das Relações sociais e pior no Físico. As mulheres com EM têm melhor QV, enquanto que nos cuidadores são os homens. A QV das pessoas com EM é diferente da dos cuidadores, sendo estatisticamente significativa nos domínios QV geral-saúde (p=0,039), Físico (p=0,001) e Ambiente (p=0,012). Conclusão: Os resultados sugerem que as pessoas com EM têm pior QV que os cuidadores. É fundamental o planeamento de uma intervenção de enfermagem dirigida por forma a melhorar a QV de ambos.

Palabras clave : qualidade de vida; esclerose múltipla; cuidadores.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons