SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIV número2Focos de Enfermagem em pessoas mais velhas com problemas de saúde mentalSupervisão colaborativa e desenvolvimento profissional em Enfermagem índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Resumo

SOUSA, Maria do Carmo; ARAUJO, Beatriz  e  VIEIRA, Margarida. Perceção do adolescente com paralisia cerebral acerca da qualidade da vinculação. Rev. Enf. Ref. [online]. 2014, vol.serIV, n.2, pp.93-100. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIII12148.

Enquadramento: A paralisia cerebral é uma síndrome que afeta o adolescente e família podendo alterar padrões de relacionamento e a perceção sobre a vinculação com pais e amigos. Objetivos: Identificar as diferenças na perceção da qualidade da vinculação de adolescentes, com e sem paralisia cerebral, aos pais e amigos, relacionadas com a deficiência. Metodologia: Estudo descritivo/correlacional, com uma amostra aleatória constituída por 66 adolescentes do norte de Portugal (33 saudáveis a estudar numa escola publica e 33 com paralisia cerebral a frequentar um Centro de Paralisia Cerebral) com capacidades intelectuais compatíveis com a compreensão dos instrumentos de recolha de dados. Na colheita de dados utilizamos o Inventory of Parents and Peer Attachement. Resultados: Mostram que não existem diferenças estatisticamente significativas entre os grupos na vinculação global. A única diferença estatisticamente significativa verificou-se na dimensão alienação, referente aos amigos. Os scores nas dimensões confiança e comunicação são elevados e na alienação, baixos, concluindo-se que os adolescentes dos dois grupos percecionam a sua vinculação como de alta segurança. Conclusão: Estes resultados poderão ser relevantes no planeamento das intervenções de enfermagem, junto dos adolescentes com paralisia cerebral, porquanto permitem um melhor conhecimento das características do seu desenvolvimento psicoafetivo.

Palavras-chave : adolescente; paralisia cerebral; vinculação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons