SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIV número2Consumo de alcohol, tabaco y otras drogas entre adolescentes de la escuela primaria en un municipio brasileñoLa gestión de la diferencia: las relaciones de poder y los límites profesionales en el servicio móvil de emergencia índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Revista de Enfermagem Referência

versión impresa ISSN 0874-0283

Resumen

REIS, Alcinda Sacramento Costa dos  y  COSTA, Maria Arminda Mendes. Cuidar de Imigrantes: das interações em contexto à construção de competências culturais nos enfermeiros. Rev. Enf. Ref. [online]. 2014, vol.serIV, n.2, pp.61-69. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIII13118.

Enquadramento: Cuidar de imigrantes proporciona aos enfermeiros uma nova forma de olhar sobre si mesmos e sobre aqueles de quem cuidam. As interações entre estes atores estão na base do desenvolvimento das competências culturais nos enfermeiros e da vivência equilibrada de processos de transição nos imigrantes, de acordo com Leininger e Meleis. Objetivos: Estudar o processo de construção das competências culturais nos enfermeiros, partindo da identificação dos significados atribuídos nas díades em contexto de cuidados (unidades de saúde familiar e domicílios dos imigrantes). Metodologia: Este estudo qualitativo e etnográfico mobilizou a presença do investigador com os atores no contexto. Utilizámos na recolha de dados: narrativas, observação participante, entrevistas etnobiográficas e grupos de discussão. Participantes selecionados: integrantes de unidades de saúde e voluntários para o estudo - 23 enfermeiros, 27 imigrantes e 2 informantes privilegiados (mediadora cultural e médico). Resultados: As competências culturais nos enfermeiros constroem-se de forma processual no contexto de cuidados. O processo inicia-se nas interações com os imigrantes; os enfermeiros identificam as áreas deficitárias nos conhecimentos e habilidades culturais; e tomam consciência do património cultural bilateral nos encontros. Conclusão: A consciência cultural, associada à motivação para cuidar de imigrantes, assenta numa base evolutiva do etnocentrismo para o relativismo étnico na prática clínica dos enfermeiros.

Palabras clave : competência cultural; enfermeiros; emigrantes e imigrantes.

        · resumen en Español | Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons