SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIII número5Efeito da estimulação cognitiva em IdososDados de medida de fator de impacto das revistas científicas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Resumo

BATALHA, Luís Manuel da Cunha; CARREIRA, Maria Cândida Gomes  e  CORREIA, Maria Matilde Marques. Dor para não ter dor: aplicação de anestésico tópico. Rev. Enf. Ref. [online]. 2011, vol.serIII, n.5, pp.203-209. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIII11105.

A utilização do anestésico local EMLA® para a execução de procedimentos dolorosos em crianças é uma prática cada vez mais comum. Algumas das técnicas usadas parecem ser mais bem aceites do que outras. O objetivo deste trabalhofoi comparar três técnicas de aplicação do EMLA® creme quanto à dor que provoca na remoção do penso protetor e punção venosa (PV ) para a criança. Através de um estudo clínico prospetivo, randomizado e controlado, estudaram-se 142 crianças, com idades compreendidas entre os 4 e os 14 anos, que recorrem à consulta externa de especialidades e subespecialidades médicas de um hospital pediátrico, e com necessidade de PV. Das três técnicas utilizadas, comprovou-se que a técnica C, em que se usou a base de uma tetina e uma ligadura elástica, foi considerada indolor e a técnica padrão a mais dolorosa (P<0,05). Todas as técnicas foram eficazes na prevenção da dor na PV. A criança, pais e enfermeiros foram unânimes quanto à preferência pela técnica C. Conclui-se que o uso da técnica C é de fácil e de rápida execução, não dispendiosa e indolor para a criança tendo a preferência de pais e enfermeiros, pelo que se recomenda a sua utilização neste grupo etário.

Palavras-chave : criança; dor; punção; anestésico.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons