SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.serIII número5Avaliação dos fatores interferentes na adesão ao tratamento do cliente portador de pé diabéticoFatores influenciadores dos cuidados de enfermagem domiciliários na prevenção de úlceras por pressão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Enfermagem Referência

versão impressa ISSN 0874-0283

Resumo

PEREIRA, Filomena Moreira Pinto  e  SANTOS, Célia Samarina Vilaça de Brito. Estudo de adaptação cultural e validação da Functional Assessment of Cancer Therapy-General em cuidados paliativos. Rev. Enf. Ref. [online]. 2011, vol.serIII, n.5, pp.45-54. ISSN 0874-0283.  http://dx.doi.org/10.12707/RIII1041.

O presente estudo teve como objetivo proceder à validação da Functional Assessment of Cancer Therapy-General (FACT-G) versão 4, de Cella et al. (1993) à cultura portuguesa, em contexto de doentes oncológicos na fase final de vida acompanhados em cuidados paliativos. Esta escala foi desenvolvida com o objetivo de avaliar a qualidade de vida geral do doente oncológico em quatro domínios: Bem-estar Físico (PWB/BEFI); Bem-estar Funcional (FWB/BEF); Bem-estar Social/Familiar (SWB/BESF) e Bem-estar Emocional (EWB/BEE). O questionário já traduzido para o idioma português pela organização Functional Assessment of Chronic Illness Therapy (FACIT), foi aplicado a uma amostra de 346 doentes. Os resultados demonstraram que o instrumento apresenta uma boa consistência interna global, com alpha de Cronbach de 0,91, assim como boa fidelidade teste-reteste com r de 0,99 e um split-half de 0,57. A Análise de Componentes Principais, seguida do estudo da validade convergente-discriminante dos itens, indica que a FACT-G em análise é concordante com o seu constructo inicial. Foi ainda analisada a sensibilidade da escala que se mostrou discriminativa para o género e religião. Conclui-se que este instrumento é fiável, válido e sensível para o estudo da qualidade de vida de doentes com doença oncológica, em fase final de vida, acompanhados em cuidados paliativos.

Palavras-chave : qualidade de vida; doente em fase final de vida; cuidados paliativos.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons