SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.17 númeroESPECIALConselhos de administração e monitoração da implementação estratégica: um modelo conceitual índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Economia Global e Gestão

versão impressa ISSN 0873-7444

Resumo

ROCHA, Andreia; SILVA, Maria José  e  SIMOES, Jorge. Intenções empreendedoras dos estudantes do ensino secundário: o caso do programa de empreendedorismo na escola. Economia Global e Gestão [online]. 2012, vol.17, n.Especial, pp.77-97. ISSN 0873-7444.

Face à importância que o espírito empreendedor tem na sociedade, torna-se importante desenvolver atividades que promovam esse mesmo espírito junto dos jovens de hoje. Temos assistido, em Portugal, a um aumento significativo do número de programas de atividades de empreendedorismo, desenvolvidos em âmbito escolar por diversas entidades. O objetivo da presente investigação consiste em analisar qual o efeito que as atividades de empreendedorismo, em âmbito escolar, têm no desenvolvimento de um perfil empreendedor dos estudantes e saber se estas mesmas atividades influenciam as suas intenções empreendedoras futuras. Desta forma, desenvolveu-se um suporte teórico sobre a temática do empreendedorismo e da educação para o empreendedorismo e procurou-se corroborar com a implementação de um programa de «Empreendedorismo na Escola», para estudantes do ensino secundário da Escola Secundária de Estarreja. Elaborou-se um questionário de forma a estudar-se as intenções empreendedoras dos estudantes do ensino secundário para testar empiricamente as hipóteses formuladas. Este questionário foi realizado em dois momentos diferentes: o primeiro antes do início das atividades e o segundo correspondente ao final das atividades. Aplicados os métodos de análise fatorial e o modelo de regressão logística, concluiu-se que, nesta investigação, variáveis como o incentivo dado pelos agentes escolares, a participação em atividades extracurriculares e o desejo de prosseguir estudos, assim como um perfil de criação e concretização de projetos empreendedores e a vontade de vencer influenciam a criação do próprio negócio. Assim, sugere-se que em investigações futuras se consiga analisar também a importância de cada agente na construção de um perfil empreendedor.

Palavras-chave : Empreendedorismo; Educação para o Empreendedorismo; Perfil Empreendedor; Intenções Empreendedoras.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )