SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número3Uma nota sobre a justiça fiscal em PortugalControlo público dos governos municipais: novos horizontes índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Economia Global e Gestão

versão impressa ISSN 0873-7444

Resumo

CASTRO, Conceição. Determinantes económicos da corrupção na União Europeia dos 15. Economia Global e Gestão [online]. 2008, vol.13, n.3, pp.71-98. ISSN 0873-7444.

O combate à corrupção constitui um desafio importante, mesmo para as economias desenvolvidas, principalmente nesta era da globalização. Para o efeito, torna-se importante conhecer os principais factores, nomeadamente económicos, que determinam diferentes níveis de corrupção nas Administrações Públicas. Considerando os 15 Estados-membros da União Europeia, para os quais existem grandes divergências nos índices de percepção da corrupção, o objectivo é estabelecer correlações entre corrupção e diversos indicadores de rendimento, governação, liberdade económica e ética empresarial. Conclui-se que a honestidade dos burocratas e políticos está positivamente correlacionada com a eficácia governamental, maior qualidade da regulação, estabilidade política, voz e responsabilização, e maior liberdade económica. Adicionalmente, conclui-se que a componente legal da corrupção empresarial é relativamente mais relevante do que a componente ilegal e que se correlacionam positivamente com a percepção da corrupção na Administração Pública.

Palavras-chave : Corrupção; Governação; Liberdade Económica; Ética.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )