SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.12 número2O marketing relacional e a fidelização de clientes - Estudo aplicado ao termalismo português índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Economia Global e Gestão

versão impressa ISSN 0873-7444

Resumo

GENDEREN, Eric Van. As escolas de Gestão ainda no “escuro”. Economia Global e Gestão [online]. 2007, vol.12, n.2, pp.133-144. ISSN 0873-7444.

Com o estabelecimento da inteligência emocional (EI) e dos seus testes, a psicologia ofereceu ao mundo dos negócios uma ferramenta poderosa e inestimável, capaz de prever o sucesso no local de trabalho. As organizações mais desenvolvidas já utilizam tais testes nos seus processos de selecção e promoção dos recursos humanos. A ‘indústria’ das Business Schools mantém uma relação vital com os vários sectores de indústria, fornecendo às empresas «os seus executivos seniores do futuro». Contudo, dado o ambiente altamente competitivo em que as Business Schools operam, atraindo candidatos de topo para os MBA e mais tarde colocando-os em empresas de prestígio, continuam a utilizar um teste desactualizado baseado no QI e estandardizado - o GMAT. Este teste é usado como um critério crítico e, frequentemente, decisivo no processo de selecção dos candidatos. As limitações reconhecidas do QI, assim como a sua falha em prever o sucesso profissional, permanecem um catalisador para a popularidade do EI. O autor propõe que, conjuntamente com as organizações recrutadoras de topo, as Business Schools passem a utilizar um teste de admissão sobre as «soft skills» baseado na EI - que complemente ou inclua mesmo o GMAT.

Palavras-chave : Inteligência Emocional; Business Schools; GMAT; Testes Cognitivos; Selecção; Gestão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )