SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 número80Contrato psicológico e estágio profissional em advocacia índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google

Compartilhar


Sociologia, Problemas e Práticas

versão impressa ISSN 0873-6529

Resumo

CHAVES, Miguel; RAMOS, Madalena  e  SANTOS, Rui. Convergências e disparidades de orientações de trabalho entre os recém-licenciados em Portugal. Sociologia, Problemas e Práticas [online]. 2016, n.80, pp.9-29. ISSN 0873-6529.  http://dx.doi.org/10.7458/SPP2015806679.

Procurámos identificar os padrões de valores do trabalho numa amostra de licenciados de duas universidades de Lisboa e averiguar se as diferenças entre orientações intrínsecas e extrínsecas são explicáveis por fatores estruturais determinantes das condições materiais de existência. Encontrámos três padrões transversais: “maximalismo” das aspirações; importância do emprego para a autonomização financeira face aos pais; e uma maior importância concedida às recompensas intrínsecas do que às extrínsecas. Os resultados sugerem que a variação na importância dos valores intrínsecos e extrínsecos está pouco correlacionada com as diferenças das condições materiais de existência, e que estes licenciados tendem a ajustar as suas orientações de valor face ao trabalho à avaliação das recompensas objetivamente obtidas com o emprego.

Palavras-chave : valores do trabalho; recompensas do trabalho; diplomados do ensino superior; condições materiais de existência.

        · resumo em Inglês | Francês | Espanhol     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons