SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.16 número2Pneumonia adquirida na comunidade numa unidade de cuidados intensivos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

COSTA, José Torres et al. Comparação do teste de libertação do interferão -γ e da prova de tuberculina no rastreio de profissionais de saúde. Rev Port Pneumol [online]. 2010, vol.16, n.2, pp.211-221. ISSN 0873-2159.

Os profissionais de saúde (PS) têm um risco aumentado de tuberculose. O rastreio da tuberculose latente e da tuberculose activa é portanto essencial nos programas de controlo de infecção. Entre Maio de 2007 e Abril de 2009, foram utilizados simultaneamente a prova de tuberculina (PT) e o teste de libertação do interferão-ã (IGRA) em 1686 PS. Quando PT ≥10mm ou IGRA positivo, e em PS com contacto com tuberculose ou sintomáticos, foi realizada uma radiografia torácica para excluir tuberculose activa. O IGRA foi positivo em 33,1% e a PT foi >10mm em 78.3% dos PS. A proporção de resultados IGRA positivos aumentou com o diâmetro da PT. Nos PS com PT >15mm, 49.2% são IGRA positivos. A PT foi positiva em mais do dobro dos casos do IGRA. Assim, foram observados mais frequentemente resultados PT+/IGRA- do que resultados concordantes negativos ou positivos. Em nenhum PS com resultado PT+/IGRA- foi diagnosticada tuberculose activa durante o período do estudo. A vacinação repetida pelo BCG aumentou o número de casos discordantes PT+/IGRA -. Quanto menor o intervalo após a vacinação pelo BCG, maior a discordância PT+/IGRA -. Na população de PS rastreada, foram diagnosticados 9 casos de tuberculose activa, sendo todos PT e IGRA positivos na altura do diagnóstico. Este estudo durou 24 meses, pelo que a taxa de incidência anual média foi de 268/100 000. A tuberculose é um problema importante nos PS em Portugal. Considerando as limitações que a PT e IGRA apresentam, a melhor solução parece ser o uso de ambos, utilizando a maior especificidade do IGRA para confirmar uma PT positiva, aproveitando as melhores características de cada teste.

Palavras-chave : Tuberculose; profissionais de saúde; prova de tuberculina; teste de libertação do interferão-; Portugal.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )