SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.15 número6Consumo de tabaco na população portuguesa retratado pelo Inquérito Nacional de Saúde (2005/2006)Estratégias de suporte ventilatório no recém-nascido pré-termo: Inquérito nacional (2008) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

RIBEIRO, Thais Emanuele Leite; SILVA, Eduardo Costa de Freitas; MENESES, Sara Lucia Silveira de  e  LOPES, Agnaldo José. Correlação dos achados clínicos com os parâmetros funcionais em idosos portadores de asma. Rev Port Pneumol [online]. 2009, vol.15, n.6, pp.1029-1041. ISSN 0873-2159.

Introdução: A idade avançada é factor de risco para má percepção de sintomas, gravidade e mortalidade devido à asma. Entretanto, na literatura, existem poucos trabalhos onde a relação entre sintomas respiratórios e função pulmonar é analisada especificamente nos idosos asmáticos. Objectivos: Avaliar o percentual de dissociação entre a classificação clínica e a funcional da asma no idoso, bem como caracterizar os subgrupos de doentes com maior risco de dissociação clinicofuncional. Material e métodos: Foi realizado um estudo de corte transversal, em que foram avaliados 41 doentes idosos (60 anos ou mais) com diagnóstico de asma. Foram recolhidos dados como idade, sexo, nível de escolaridade, tabagismo, tempo desde o diagnóstico da doença e peso, e realizadas a classificação clínica, a medida do pico de fluxo expiratório e a espirometria. Resultados: Dos 41 doentes estudados, 33 eram mulheres, com média de idade de 68,2 anos. Houve correlação positiva do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) com os demais parâmetros funcionais, assim como correlação negativa do VEF1 com o tempo desde o diagnóstico da doença. A taxa do grupo com dissociação clinicofuncional foi de 73,2%, sendo que o sexo feminino e os doentes com baixa escolaridade apresentaram, respectivamente, risco 8,6 e 9,3 vezes maior. Conclusão: A alta taxa de dissociação clinicofuncional no idoso com asma mostra a obrigatoriedade da realização de medidas funcionais para a classificação da sua gravidade.

Palavras-chave : Asma; idoso; testes de função respiratória.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )