SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.14 número6Prevalência da asma e da rinite em adolescentes de 13 anos do Porto, Portugal índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

MORAIS, António et al. Estudo de polimorfismos genéticos do HLA (classes I e II) e do TNF-á em doentes com sarcoidose. Rev Port Pneumol [online]. 2008, vol.14, n.6, pp.727-746. ISSN 0873-2159.

Introdução: A susceptibilidade genética na ocorrência da sarcoidose é sugerida por alguns factores, nomeadamente pela observação de casos de agregação familiar e a associação da raça a diferentes tipos de incidência e gravidade da doença. Vários estudos têm evidenciado a associação da classe I e especialmente da classe II do sistema HLA com a susceptibilidade à sarcoidose. Objectivos: Estudo dos polimorfismos genéticos da classe I e II do sistema HLA e do TNF -á num grupo de doentes com sarcoidose, nomeadamente a sua influência na susceptibilidade, apresentação clínica e evolução da doença. Material e métodos: Foram incluídos 104 doentes com sarcoidose, tendo sido estudadas a apresentação clínica, funcional, radiológica e os resultados do LBA. Foram usados métodos de biologia molecular na genotipagem do HLA -A*, B*, C*, DRB1*, DQB1* e TNF -á. O ADN foi extraído do sangue periférico e foram usados os métodos PCR -SSP e PCR -reverse hibridization. As frequências alélicas foram comparadas com controlos da mesma região geográfica pelo teste ÷2, sendo usado o teste Kruskal -Wallis para variáveis contínuas. Resultados: Comparativamente com os controlos, os doentes incluídos apresentavam frequências aumentadas de: B*08 (10,6% vs 6,1%), OR=1,8, IC=[1,1;3,1], p=0,02; DRB1*12 (4,3% vs 1,7%), OR=2,63, IC=[1,1;6,1], p=0,03. Os doentes com eritema nodoso apresentaram aumento das frequências alélicas de DRB1*03 (28% vs 9,3%), RR=2,39, IC=[1,5;3,8], pc=0,01 e DQB1*02 (38% vs 18%), RR=2,1, IC=[1,3;3,3], pc=0,02. O alelo DQB1*03 está diminuído nos doentes que apresentam síndroma ventilatória obstrutiva, RR=0,53, IC=[0,3;0,9],pc=0,05. O alelo DRB1*15 encontra -se significativamente associado quer à síndroma ventilatória restritiva quer à diminuição da transferência alveolocapilar (21,1% vs 6,6%), RR=2,46, IC=[1,35;4,48], p=0,01 e (18,1% vs 3,8%), RR=1,87, pc=0,05, respectivamente. Por sua vez, o genótipo A/A (high) do TNF -á apresentou uma frequência aumentada (p=0,04) nos doentes com eritema nodoso. Conclusões: Os resultados obtidos adicionam evidência ao facto de, quer a classe I quer a classe II do sistema HLA influenciarem a susceptibilidade, o tipo de apresentação, o grau de gravidade e a evolução na sarcoidose. Por outro lado, o eritema nodoso parece relacionar -se com o genótipo de elevada produção de TNF -á, associação esta já anteriormente descrita.

Palavras-chave : Sacordoise; genética; HLA.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )