SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número6Dor oncológicaSarcoidose endobrônquica: A propósito de um caso clínico índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

COSTEIRA, João  e  PINA, Jaime. A tuberculose multirresistente e a rainha vermelha - A rapidez do diagnóstico é decisiva . Rev Port Pneumol [online]. 2007, vol.13, n.6, pp.869-877. ISSN 0873-2159.

A tuberculose multirresistente é uma ameaça importante ao controlo da tuberculose. Neste sentido, é fundamental o diagnóstico precoce da TBMR para adoptar as medidas mais adequadas. Os métodos de detecção da resistência aos antibacilares baseados na avaliação das determinantes genéticas (métodos genotípicos) têm a vantagem, em relação aos métodos clássicos (fenotípicos), de serem mais céleres, poderem ser aplicados directamente na amostra clínica e de identificarem simultaneamente o Mycobacterium tuberculosis complex. A análise dos dados dos doentes internados no Serviço de Pneumologia 2 do Hospital de Pulido Valente mostrou uma significativa prevalência de TBMR (10,3%). Revelou, também, que em 34,1% dos doentes com TBMR a multirresistência não foi identificada, tendo sido a mortalidade nesses doentes de 31% versus 18,4% nos doentes com o perfil de resistências previamente conhecido. Estes valores são piores nos doentes com TBMR+SIDA, que têm uma mortalidade de 50% versus 15%, respectivamente. Para uma rápida identificação das resistências nos doentes internados no Serviço de Pneumologia 2 do HPV, foi avaliado o teste INNO-LIPA Rif.TB para detecção da resistência à RMP como marcador de multirresistência. Os resultados do teste, efectuado em 113 amostras, mostraram elevadas taxas de sensibilidade (91,6%), especificidade (98%), valor preditivo positivo (84,6%) e valor preditivo negativo (99%). A demora média para obter os resultados foi de 7,6 dias para o teste genotípico versus 23,4 dias para o teste fenotípico (BACTEC MGIT 960). Actualmente, o teste INNO-LIPA Rif. TB é aplicado em todos os doentes internados com tuberculose bacilífera sem perfil de resistências previamente conhecido, com bons resultados.

Palavras-chave : Tuberculose multirresistente; método genotípico; sensibilidade; especificidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )