SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número6Abordagem terapêutica do carcinoma pulmonar de não pequenas células no idosoA tuberculose multirresistente e a rainha vermelha - A rapidez do diagnóstico é decisiva índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

COSTA, Carla Alves; SANTOS, Cristina; ALVES, Paula  e  COSTA, Agostinho. Dor oncológica. Rev Port Pneumol [online]. 2007, vol.13, n.6, pp.855-867. ISSN 0873-2159.

A dor pode ser definida de várias formas, sendo habitualmente descrita como uma experiência sensorial e emocional desagradável associada a lesão tecidular real ou potencial, ou descrita em função de tal lesão. No doente oncológico, a dor pode estar relacionada com a neoplasia, com o seu tratamento, ou não ter relação com a doença neoplásica. A dor tem grande impacto no doente oncológico, significando agravamento do prognóstico ou morte próxima, daí a importância de uma abordagem e tratamento correctos. As opções para o tratamento farmacológico são várias, estando disponíveis analgésicos não opióides, opióides e co-analgésicos. Os autores pretendem com este artigo rever o tratamento farmacológico da dor e alertar para a importância do reconhecimento da dor como doença e da possibilidade de tratar e aliviar os doentes.

Palavras-chave : Dor; dor oncológica; analgésicos; opióides.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )