SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.13 número5Síndroma de Mounier-Kuhn: Uma causa rara de infecções respiratórias de repetiçãoSífilis secundária com comprometimento pulmonar: Relato de um caso com ênfase nos achados de tomografia computadorizada e ressonância magnética índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Pneumologia

versão impressa ISSN 0873-2159

Resumo

ALFARO, M; TAPADINHAS, F; NEVES, AM  e  TRINDADE, J Costa. Atopia e auto-imunidade: A propósito de um caso clínico. Rev Port Pneumol [online]. 2007, vol.13, n.5, pp.729-735. ISSN 0873-2159.

Atopia, imunodeficiência e auto- imunidade são manifestações de disfunção do sistema imunológico. A atopia e a auto-imunidade são classicamente referidas como reacções imunológicas distintas. Estudos recentes sugerem a existência de possíveis mecanismos patogénicos comuns. Descrevemos o caso de uma adolescente com antecedentes familiares de asma brônquica e de miastenia gravis materna (HLA-B8) e com antecedentes pessoais de infecções respiratórias altas de repetição dos dois aos quatro anos, iniciando as pneumonias desde os cinco anos (3-4 por ano, em 3 anos consecutivos), associados a dispneia e hipoxemia, necessitando com frequência de internamento hospitalar. Na investigação efectuada os marcadores de atopia revelaram-se inicialmente negativos, sendo excluídas outras hipóteses, como tuberculose, fibrose quística, défice de α-1 anti-tripsina, cardiopatia congénita, malformações broncopulmonares ou aspiração de corpo estranho. Mais tarde, a repetição das análises confirmou finalmente atopia com IgE, RAST e testes de sensibilidade cutânea positivos (ácaros e pólenes). Foram detectados imunocomplexos circulantes e défice de IgG2, 3 e 4. O estudo dos auto-anticorpos mais frequentes e das precipitinas foi negativo e o estudo dos antigénios de histocompatibilidade revelou a presença de HLA-B8 (idêntico ao materno). A cintigrafia de ventilação-perfusão e as provas de função respiratória foram normais. Fez terapêutica com anti-histamínicos, corticóides tópicos e broncodilatadores, verificando-se a diminuição progressiva do número de infecções respiratórias e boa evolução clínica. Aos 16 anos voltou a ser internada, desta vez com o diagnóstico de eritema nodoso e suspeita clínica de sindroma de Sweet, com boa evolução. A relação entre atopia e auto-imunidade é enfatizada pelos autores, não correspondendo a sua ocorrência concomitante a uma associação meramente estatística, mas a um desequilíbrio global do sistema imunológico, com envolvimento simultâneo de diferentes tipos de hipersensibilidade.

Palavras-chave : Alergia; auto-imunidade; asma; eritema nodoso; criança.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )