SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 número4Hospitalização Domiciliária: Balanço de um Ano da Primeira Unidade PortuguesaIntoxicação Aguda por Ferro: Uma Entidade Frequentemente índice de autoresíndice de materiabúsqueda de artículos
Home Pagelista alfabética de revistas  

Servicios Personalizados

Revista

Articulo

Indicadores

Links relacionados

  • No hay articulos similaresSimilares en SciELO

Compartir


Medicina Interna

versión impresa ISSN 0872-671X

Resumen

FERREIRA, Melanie et al. Intervilite Crónica com Predomínio de Histiócitos: Uma Causa Rara de Eventos Obstétricos Placentários Associado a Elevação Isolada de Fosfatase Alcalina?. Medicina Interna [online]. 2017, vol.24, n.4, pp.296-299. ISSN 0872-671X.  http://dx.doi.org/10.24950/rspmi/CC25/16/2017.

Relatamos o caso de uma grávida de 31 anos, na sua terceira gestação, com antecedentes de morbilidade obstétrica grave, referenciada para estudo de patologia protrombótica. No estudo efetuado, não foi detetada trombofilia, contudo salienta-se elevação isolada da fosfatase alcalina (10 vezes superior ao valor máximo de referência). A elevação da fosfatase alcalina durante a gravidez, até duas vezes o valor máximo de referência, é considerada normal no último trimestre. A elevação acima desse valor implica o diagnóstico diferencial com patologia hepatobiliar, óssea e renal. Foi efetuada terapêutica antitrombótica profilática off-label durante a totalidade da gravidez, que decorreu favoravelmente, com nascimento de nado-vivo saudável. A avaliação anátomo-patológica da placenta nesta gravidez revelou a presença de intervilite crónica com predomínio de histiócitos, uma entidade rara não completamente esclarecida ligada a fenómenos autoimunes da placenta, na qual a fosfatase alcalina é apontada como possível marcador.

Palabras clave : Complicações na Gravidez; Doenças Placentárias; Fosfatase Alcalina; Histiócitos; Vilosidades Coriónicas.

        · resumen en Inglés     · texto en Portugués     · Portugués ( pdf )

 

Creative Commons License Todo el contenido de esta revista, excepto dónde está identificado, está bajo una Licencia Creative Commons