SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
 númeroTEMATICO9Azares, riscos e culpas: representações sobre os acidentes de trabalho da construção civil na imprensa portuguesa (1996-2017)Política social e mobilidade laboral na Europa: o hiato entre a lei e a sua aplicação índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Sociologia

versão impressa ISSN 0872-3419

Resumo

LEMOS, Tiago. O Estado à beira-mar: Estratégias burocráticas na formação do mercado imobiliário em Matosinhos Sul - o exemplo da Comissão de 1 de março de 1996. Sociologia [online]. 2019, n.tematico9, pp.122-147. ISSN 0872-3419.  http://dx.doi.org/10.21747/08723419/soctem2019a5.

A génese de Matosinhos Sul, enquanto ‘realidade' territorial, social e simbólica, está amplamente associada à formação de um mercado imobiliário à sua escala geográfica. Neste artigo, apresenta-se uma leitura sociológica sobre aquele que se defende ser o ator central na organização deste espaço de trocas imobiliárias: o Estado, em particular à escala do poder local. Neste contexto, vai-se centrar esta análise numa estratégia político-burocrática colocada em prática pelo executivo municipal, e que permitiu o arranque da trans-formação de Matosinhos Sul, ao ajustar os regulamentos dos planos de urbanização às disposições de promotores imobiliários, mas também de arquitetos: uma (proto) comissão que teve lugar no dia 1 de março de 1996. O objetivo deste texto é mostrar que a ‘flexibilização' dos regulamentos construtivos não foi uma conquista do universo privado sobre o Estado, mas uma possibilidade concedida pelo Estado ao universo privado

Palavras-chave : Matosinhos Sul; mercado imobiliário; Estado.

        · resumo em Inglês | Francês | Espanhol     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons