SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32A gestão de recursos humanos nas Organizações Não Governamentais de Cooperação para o Desenvolvimento portuguesas: uma análise interpretativa exploratóriaInserção profissional dos licenciados em Direito: da formação académica ao acesso às profissões reguladas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Sociologia

versão impressa ISSN 0872-3419

Resumo

MOCETAO, Cristina Cunha. Modelos de representação sobre a parentalidade social do ponto de vista de jovens portugueses. Sociologia [online]. 2016, vol.32, pp.83-97. ISSN 0872-3419.  http://dx.doi.org/10.21747/0872-3419/soc32a4.

Crescer numa família recomposta tornou-se uma experiência cada vez mais comum face à evolução das famílias modernas. O estudo incide sobre como os jovens representam as figuras parentais sociais. Para o efeito, a autora administrou um questionário a 477 jovens (entre 14 e 18 anos) provenientes de uma diversidade de tipologias familiares. Os principais resultados indicam não existir diferenças significativas nas representações relativas ao padrasto e à madrasta. No entanto, essas figuras são descritas como “um outro diferente”. Porém, quando associado a papéis parentais e modo de convivência, o padrasto e a madrasta são qualificados como membros mais próximos

Palavras-chave : representação social; jovens; família recomposta.

        · resumo em Francês | Inglês | Espanhol     · texto em Francês     · Francês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons