SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número1Hemangioma infantil ulceradoSépsis neonatal tardia a streptococcus do Grupo A: um agente improvável índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Nascer e Crescer

versão impressa ISSN 0872-0754versão On-line ISSN 2183-9417

Resumo

ABREU, Mariana et al. Síndrome de junção ureteropélvica: três casos clínicos com início dos sintomas na adolescência. Nascer e Crescer [online]. 2019, vol.28, n.1, pp.22-25. ISSN 0872-0754.  http://dx.doi.org/10.25753/BirthGrowthMJ.v28.i1.13536.

A Síndrome de Junção Ureteropélvica (SJUP) é definida como obstrução ao fluxo de urina na transição entre a pelve renal e o ureter e manifesta-se por dilatação do trato urinário (DTU), anteriormente designada hidronefrose. Esta condição pode ser congénita ou adquirida. A maioria dos casos de DTU são diagnosticados na ecografia pré-natal, mas alguns casos são detetados mais tarde. Na adolescência, as manifestações clínicas incluem dor abdominal ou lombar intermitente, hematúria, nefrolitíase, infeção do trato urinário, deterioração da função renal ou hipertensão arterial. O exame de imagem de escolha para diagnosticar DTU é a ecografia. O renograma permite identificar os casos de SJUP. Os objetivos do tratamento são prevenir a deterioração da função renal e controlar os sintomas. O tratamento conservador é prioritário, mas pode ser necessária correção cirúrgica (pieloplastia). São apresentados três casos clínicos com apresentação dos primeiros sintomas de doença na adolescência. O primeiro caso refere-se a um adolescente de 14 anos com dor abdominal inicialmente interpretada como apendicite aguda; o segundo, a uma adolescente saudável de 15 anos com queixas de disúria e dor lombar; e o terceiro, a uma adolescente de 15 anos saudável, com diagnóstico pré-natal de dilatação uretero-pélvica esquerda, sem outros antecedentes de relevo, com dor lombar à esquerda, disúria e febre. Conclusão: É necessário um alto grau de suspeição para incluir a SJUP no diagnóstico diferencial da dor lombar e/ou abdominal em adolescentes.

Palavras-chave : adolescência; hidronefrose; obstrução ureteral.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons