SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número2Novos biológicos para o tratamento da asmaAngioedem induzido por inibidores da enzima de conversão da angiotensina - Casos clínicos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Imunoalergologia

versão impressa ISSN 0871-9721

Resumo

CRUZ, Cíntia et al. O questionário CARATkids e a espirometria na avaliação do controlo da asma. Rev Port Imunoalergologia [online]. 2017, vol.25, n.2, pp.115-125. ISSN 0871-9721.

Fundamentos: A aplicação de questionários estandardizados e a avaliação funcional respiratória são fundamentais na avaliação do doente com sintomas de asma e/ou rinite. O CARATkids é o primeiro questionário padronizado e validado que avalia simultaneamente o controlo da asma e rinite alérgica (ARA) na criança. Objetivos: Avaliar o grau de controlo clínico da ARA em crianças utilizando os scores clínicos obtidos pela aplicação do CARATkids; Estudar a relação entre os referidos scores e os parâmetros espirométricos. Métodos: Estudo prospetivo incluindo 109 crianças entre os 6 e os 12 anos de idade, com ARA, seguidas em consulta de Imunoalergologia, que consistiu em preencher o questionário CARATkids aquando de uma avaliação funcional respiratória. Consideramos o score total obtido e, separadamente, as perguntas respondidas afirmativamente pelos pais (score adulto) e pelas crianças (score criança); dentro deste último, atribuímos uma classificação independente às perguntas relativas às vias aéreas superiores (score VAS) e inferiores (score VAI). O grau de controlo da ARA é inversamente proporcional aos valores dos scores obtidos. Consideramos duas faixas etárias (6-9 e 10-12 anos) e calculamos o grau de correlação entre os parâmetros espirométricos e os valores dos vários scores. Resultados: Encontramos uma elevada frequência de sintomatologia e de impacto da doença nas atividades de vida diária das crianças. Nas crianças mais novas verificamos correlações negativas significativas, embora modestas, entre os scores criança, adulto e total e a %FEV1, o que não aconteceu nas crianças na faixa etária 10-12 anos. Conclusões: Os resultados do CARATkids sugeriram um controlo insuficiente da ARA na maioria das crianças da nossa amostra, evidenciando a importância da utilização de um questionário padronizado na sua avaliação. A baixa correlação demonstrada, nas crianças mais novas, entre alguns dos scores considerados e os valores de %FEV1 sugerem que os dois métodos de estudo avaliam aspetos diferentes da asma, devendo ser utilizados de forma complementar

Palavras-chave : Asma; CARATkids; controlo; espirometria; questionário, rinite.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons