SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 issue4Physiological quality of Charentais cantaloupe melon seeds under the ascending salinity of irrigation waterMorphology of seeds and seedlings of Handroanthus impetiginosus (Mart. ex DC.) Mattos author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista de Ciências Agrárias

Print version ISSN 0871-018X

Abstract

ZUCCHI, Marcelo R. et al. Absorção de água e tolerância à dessecação em sementes de Bromelia reversacantha Mez. Rev. de Ciências Agrárias [online]. 2018, vol.41, n.4, pp.151-160. ISSN 0871-018X.  http://dx.doi.org/10.19084/RCA18143.

A Bromelia reversacantha é uma espécie endémica de algumas áreas de Cerrado rupestre, Brasil, ameaçada de extinção e que apresenta características ornamentais bastante interessantes. É uma espécie ainda pouco estudada e o comportamento fisiológico das suas sementes durante e após a secagem e armazenamento é praticamente desconhecido. Deste modo, neste estudo objetivou-se analisar o padrão de embebição de sementes armazenadas ao longo de um ano e os efeitos da dessecação sobre a capacidade germinativa das suas sementes. Os frutos maduros foram colhidos e, após extracão, as sementes foram lavadas e secas à sombra. No ensaio de embebição os tratamentos foram distribuídos em delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial triplo (2 x 7 x 11), com duas condições de armazenamento (laboratório e câmara fria); sete períodos de armazenamento (tempo zero, dois, quatro, seis, oito, dez e doze meses); e onze períodos de embebição (tempo zero, 1, 2, 4, 8, 16, 24, 36, 48, 60 e 72 horas do início da embebição); em oito repetições de 25 sementes por tratamento. No estudo sobre os efeitos da dessecação na germinação foram usadas sementes com dois meses após a colheita, num delineamento inteiramente casualizado, com quatro tratamentos (teores de água), 12,8%, 11,1%, 8,7% e 6,8%, em quatro repetições de 50 sementes. Conclui-se que as sementes de B. reversacantha absorvem água num período de tempo, em média, de 29,8 horas para que ocorra a mudança da fase I para a fase II da embebição, evidenciando não haver dormência tegumentar. Além disso, foi verificado que as sementes de B. reversacantha possuem comportamento ortodoxo, podendo ser desidratadas a 40°C até 6,8% de umidade sem prejuízo da sua capacidade germinativa.

Keywords : Bromeliaceae; Cerrado; embebição; semente ortodoxa; teor de umidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License