SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.41 número4Gestão diferenciada das pastagens baseada na monitorização da condutividade eléctrica aparente do solo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista de Ciências Agrárias

versão impressa ISSN 0871-018X

Resumo

SERRANO, João; CARREIRA, Emanuel; FONSECA, André  e  SHAHIDIAN, Shakib. Avaliação da sonda Grassmaster II como ferramenta para estimativa da produtividade de pastagens de sequeiro no Alentejo. Rev. de Ciências Agrárias [online]. 2018, vol.41, n.4, pp.1-10. ISSN 0871-018X.  http://dx.doi.org/10.19084/RCA18180.

A estimativa da produtividade das pastagens ao longo do seu ciclo vegetativo é um indicador de grande interesse para os agricultores para efeitos de planeamento e apoio à tomada de decisão. A gestão do pastoreio animal, em termos de encabeçamento em cada parcela, da rotação dos animais entre estas, do cálculo das necessidades de aprovisionamento de forragem e de suplementação alimentar, baseia-se na produtividade. O método tradicional para medir a produtividade da pastagem envolve o corte da matéria verde numa determinada área, o que constitui um processo demorado e caro para recolher um número de amostras representativo. Neste trabalho apresentam-se os resultados de ensaios realizados entre 2007 e 2018 para calibrar uma sonda (“Grassmaster II”) em três parcelas agrícolas de montado no Alentejo. Foi utilizada a sonda em 1279 pontos de amostragem, nos quais se recolheram amostras de pastagem para determinação da produtividade (biomassa total e produção de matéria seca). Foi realizada uma análise de regressão mensal entre as leituras corrigidas da sonda (“Corrected Meter Reading”, CMR) e os valores de matéria verde e de matéria seca da pastagem (respectivamente, MV e MS, em kg ha-1). Os resultados obtidos mostraram fortes correlações entre a produtividade da pastagem e as leituras da sonda, especialmente nos meses de Fevereiro (r=0,936; p<0,01; RMSE= 297 kg ha-1 para a MS; r=0,919; p<0,01; RMSE= 2404 kg ha-1 para a MV) e de Março (r=0,807; p<0,01; RMSE= 377 kg ha-1 para a MS; r=0,886; p<0,01; RMSE= 1971 kg ha-1 para a MV). Na Primavera, à medida que o ciclo de desenvolvimento da pastagem evoluiu, verificou-se uma quebra nos coeficientes de correlação entre os parâmetros, diminuindo a fiabilidade da estimativa na altura do pico de produção (Abril-Maio), embora com coeficientes de correlação significativos. Estes resultados mostram que a sonda “Grassmaster II” pode apoiar decisões na gestão de pastagens de sequeiro e respectivo pastoreio.

Palavras-chave : sonda; pastagens permanentes; modelos de previsão; matéria seca; gestão diferenciada.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons