SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 special issueCereal grain yield in Integrated Territorial Intervention of Castro VerdeQuality of the peaches of the Beira Interior region in cycle 2015 author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Revista de Ciências Agrárias

Print version ISSN 0871-018X

Abstract

FERREIRA, Dora et al. Monda mecânica de flores em pessegueiro com o equipamento Saflowers® Electric na cv. ‘Very Good’: avaliação do impacto na produção e qualidade dos frutos. Rev. de Ciências Agrárias [online]. 2017, vol.40, n.spe, pp.81-90. ISSN 0871-018X.  http://dx.doi.org/10.19084/RCA16173.

Os pessegueiros apresentam níveis de floração e taxas de vingamento elevados requerendo, habitualmente, a realização de monda de flores ou de frutos, sendo a monda manual de frutos a prática mais comum. Essa prática requer bastante tempo e traduz-se em elevados custos em recursos humanos. A monda, quer de flores quer de frutos, tem como principal objetivo melhorar a qualidade dos frutos, nomeadamente o calibre, e simultaneamente visa promover o melhor equilíbrio das plantas e regular a produção. Existindo no mercado diversos equipamentos para a realização da monda de flores, o presente trabalho foi delineado com o objetivo de avaliar o impacto da monda mecânica de flores com a utilização do equipamento Saflowers® Electric, na produção e qualidade dos pêssegos, tendo por base dois pomares comerciais de pessegueiro da cultivar ‘Very Good’, em plena produção, situados a norte e a sul da serra da Gardunha, na região da Beira Interior. Nos dois pomares efetuou-se a monda de flores nos estados F e G, e no caso do pomar a sul o produtor efetuou complementarmente monda de frutos aos 117 DAPF. A intensidade da monda de flores foi semelhante em ambos os pomares e a taxa inicial de vingamento foi de 52% e 87%, respetivamente. A produção total média foi semelhante nos dois pomares, entre 25 e 26 t/ha, observando-se uma produção total inferior na modalidade com monda. A monda apresentou um efeito positivo na diminuição da proporção de frutos de refugo. No pomar a norte da serra da Gardunha observou-se um aumento da produção comercial na classe de calibre ≥ A, que foi de 93,7%, mas o mesmo não se observou no pomar a sul da serra da Gardunha, onde a taxa de vingamento foi mais elevada. A monda de flores resultou numa ligeira antecipação da maturação dos frutos que, à colheita, apresentaram menor dureza, embora apenas com diferenças estaticamente significativas (P<0,05) para o pomar localizado a sul da Gardunha. Observou-se uma tendência para IR foi mais elevado na modalidade com monda, em ambos os pomares, tendo-se registado uma diferença média de 2º Brix entre modalidades.

Keywords : Índice Refratométrico; monda de flores; produção; Prunus persica (L.) Batsch; qualidade dos frutos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License