SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número2Prevalência e controle da hipertensão arterial em idosos: um estudo populacionalImplementação em Portugal de um estudo de prevalência da demência e da depressão geriátrica: a metodologia do 10/66 Dementia Research Group índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0870-9025

Resumo

SILVA, Anabela Gonçalves; QUEIROS, Alexandra  e  ROCHA, Nelson Pacheco. Instrumentos genéricos de funcionalidade e atividade física: como identificar a incapacidade associada à dor. Rev. Port. Sau. Pub. [online]. 2016, vol.34, n.2, pp.125-133. ISSN 0870-9025.  http://dx.doi.org/10.1016/j.rpsp.2016.03.003.

Objetivos Explorar se instrumentos genéricos de funcionalidade, depressão e atividade física são capazes de diferenciar utentes com e sem dor. Materiais e métodos 504 pessoas com 60 ou mais anos dos cuidados de saúde primários foram avaliadas quanto a: dor (NRS), funcionalidade percebida (WHODAS), performance (SPPB), depressão (GDS) e atividade física (RAPA). Resultados 376 (74,6%) participantes referiram dor; os 5 segmentos corporais mais afetados foram: a lombar (54,6%), os joelhos (50,8%), os ombros (29,5%), a anca (27,9%) e a cervical (24,7%). A presença de dor estava associada a menor funcionalidade, depressão e menor atividade física. Conclusões Instrumentos genéricos são capazes de distinguir alterações associadas à dor.

Palavras-chave : Idosos; Cuidados de saúde primários; Atividade física; Funcionalidade; Depressão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )