SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número2Prevalência e controle da hipertensão arterial em idosos: um estudo populacional índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Portuguesa de Saúde Pública

versão impressa ISSN 0870-9025

Resumo

PINHEIRO, João Pedro Alexandre  e  UVA, António de Sousa. Clima de segurança no bloco operatório: tradução, validação e aplicação do Questionário de Atitudes de Segurança. Rev. Port. Sau. Pub. [online]. 2016, vol.34, n.2, pp.107-116. ISSN 0870-9025.  http://dx.doi.org/10.1016/j.rpsp.2015.07.006.

Introdução A avaliação do clima de segurança é cada vez mais reconhecida como um fator na melhoria da prestação de cuidados de saúde, especialmente no bloco operatório (BO). Um dos instrumentos mais comumente validados e utilizados para medir a Cultura de Segurança é o Safety Attitudes Questionnaire (SAQ) ou Questionário de Atitude de Segurança (QAS). Este estudo apresenta a validação da versão para Bloco Operatório (QAS-BO), para aplicação nas instituições de saúde portuguesas. As características psicométricas do questionário traduzido são também apresentadas. Metodologia A versão original em inglês do QAS-BO, foi traduzida e adaptada para o contexto português, através do processo de tradução-retradução e aplicado num hospital público central. A análise psicométrica foi feita através do alfa de Cronbach e das correlações entre escalas. Resultados Os testes de consistência interna obtiveram valores médios de 0.9 para os 73 itens. A análise fatorial e o grau de ajuste (SRMR 0.05, RMSEA 0.002, CFI 0.90) obtiveram valores satisfatórios. As relações entre o clima de segurança, trabalho em equipa, satisfação profissional, perceção sobre os órgãos de gestão e condições de trabalho são moderadas. Um total de 82 questionários foram analisados e revelaram diferenças significativas na comunicação entre diferentes classes profissionais, nomeadamente entre cirurgiões (4.2) e entre cirurgiões e enfermeiros (2.9). As condições de trabalho e a satisfação profissional obtiveram os valores mais elevados, com 3.8 e 3.5 respetivamente, e a perceção sobre os órgãos de gestão o valor mais baixo (2.8). Conclusão A versão portuguesa do QAS-BO, apresenta boas características psicométricas para estudar o clima de segurança das instituições de saúde, não obstante, são necessários estudos mais abrangentes de forma a colmatar o reduzido número de elementos em alguns itens. Tal como outros estudos revelaram, este instrumento é aceitável para analisar o clima de segurança. Os resultados permitem concluir que as condições de trabalho e a satisfação profissional são satisfatórias. No entanto, existe oportunidade de intervenção e melhoria, principalmente no envolvimento dos órgãos de gestão.

Palavras-chave : Clima de segurança; Bloco operatório; Ergonomia; Segurança do doente; Qualidade em saúde.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )