SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue2Mindfulness e Psychological Mindedness enquanto posturas terapêuticas: Relação com o processo de mudança em psicoterapiaVerdadeiro ou Falso? A ambiguidade de uma lista de frases permite o estudo de processos de atribuição de verdade author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Análise Psicológica

Print version ISSN 0870-8231On-line version ISSN 1646-6020

Abstract

MORGADO, Alice Murteira  and  DIAS, Maria da Luz Vale. Portuguese juvenile delinquents: An exploratory study from a sample of institutionalized young offenders. Aná. Psicológica [online]. 2017, vol.35, n.2, pp.157-170. ISSN 0870-8231.  http://dx.doi.org/10.14417/ap.1219.

A questão dos comportamentos antissociais graves na adolescência é motivo de preocupação social, especialmente quanto se traduzem em delinquência juvenil que persiste pela idade adulta. No sentido de estudar as características de jovens delinquentes assim como as suas condições sociais e académicas e o seu comportamento e disposições individuais, foi solicitado o preenchimento de diversos questionários de autorrelato a uma amostra de 121 jovens delinquentes a cumprir medida de internamento em Centros Educativos (entre os 14 e os 20 anos de idade). Os resultados revelam particularidades relativamente ao percurso escolar, nível socioeconómico e estrutura familiar. As análises realizadas confirmaram o papel da personalidade, autoconceito, autocontrolo e ambiente familiar na tendência antissocial, destacando-se o papel do psicoticismo, neuroticismo, conformidade social e ambiente familiar. Foi ainda possível confirmar diferenças no psicoticismo, tendência antissocial e ambiente familiar entre jovens com diferentes tipos de comportamentos antissociais. Não foi, todavia, possível confirmar a existência de correlações entre tendências antissociais e idade, ano de escolaridade ou dimensão da fratria. Este estudo oferece um contributo adicional para defesa de diferentes abordagens interventivas, destacando que, apesar da uniformidade na tendência antissocial e disposições individuais em termos etários, escolares e familiares, indivíduos com comportamentos antissociais distintos poderão beneficiar de intervenções diferenciada.

Keywords : Comportamento antissocial; Adolescência; Delinquência.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License