SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número2Escala do controlo sociopolítico para Adolescentes: SPCS-Y índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Análise Psicológica

versão impressa ISSN 0870-8231

Resumo

EMAUZ, Ana; GASPAR, Augusta; ESTEVES, Francisco  e  CARVALHOSA, Susana Fonseca. Adaptação da Escala de Empatia com Animais (EEA) para a população portuguesa. Aná. Psicológica [online]. 2016, vol.34, n.2, pp.189-201. ISSN 0870-8231.  http://dx.doi.org/10.14417/ap.1049.

O interesse pelo estudo das relações entre humanos e animais tem vindo a crescer nos últimos anos, mas a empatia para com animais é um tema ainda recente na literatura, levando a uma maior necessidade de desenvolver instrumentos adequados para a medir. A Escala de Empatia para com Animais (EEA) é o instrumento mais utilizado, tendo por isso sido escolhido para o presente estudo. A EEA foi inicialmente traduzida para português, de seguida foi feita uma análise exploratória através do modelo de componentes principais (com 148 participantes) onde se obteve um modelo com dois componentes, os quais se denominaram de Ligação Emocional com Animais (LEA) e Preocupação Empática com os Animais (PEA). A estrutura do modelo foi reforçada com uma análise confirmatória (com 204 participantes). A estrutura final reporta um modelo bem ajustado, com um bom nível de consistência interna, tanto da escala global, como das suas subescalas. Foi encontrada uma correlação significativa e positiva entre a EEA e outra escala de empatia traço dirigida a humanos (Interpersonal Reactivity Index - IRI), o que veio reforçar a validade de constructo deste instrumento para a sua utilização no panorama nacional.

Palavras-chave : Validação; Escala; Empatia; Animais.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons