SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.32 issue4Os estilos educativos parentais e a regulação emocional: Estratégias de regulação e elaboração emocional das crianças em idade escolar author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

  • Have no similar articlesSimilars in SciELO

Share


Análise Psicológica

Print version ISSN 0870-8231

Abstract

MARQUES, João et al. Counterfactual thinking: Study of the focus effect of scenarios and blame ascriptions to victim and perpetrator. Aná. Psicológica [online]. 2014, vol.32, n.4, pp.355-385. ISSN 0870-8231.  http://dx.doi.org/10.14417/ap.952.

Em dois estudos examinámos o efeito de foco de um cenário (i.e., o facto de uma dada personagem ser a protagonista da história) em dois domínios interligados: a geração de pensamentos contrafactuais e a atribuição de culpa. Foi hipotetizado que ser o agente focal de uma história não só levaria a mais contrafactuais centrados sobre esse agente, como também a maiores atribuições de culpa ao mesmo, uma vez que seria mais fácil imaginar como o actor poderia ter agido de outra forma se o tivesse escolhido ou desejado, e assim ter evitado um desfecho negativo. Foram criados diferentes cenários de valência negativa que descrevem um dado infortúnio tal como um assalto, nos quais vítima, agressor, ou ambas as personagens eram o centro da história. Os resultados mostraram que colocar tanto vítima como agressor como protagonista de um cenário aumenta o número de pensamentos contrafactuais centrados nessa personagem, mas tal não aumenta necessariamente a culpa atribuída visto que o agressor foi sempre mais culpado do que a vítima, independentemente de quem era o protagonista do cenário. Os resultados do Estudo 2 replicaram os do Estudo 1, mesmo com um diferente desenho experimental, materiais modificados e diversas medidas de contrabalanceamento, assim sugerindo que ser o protagonista leva à mais fácil consideração de alternativas contrafactuais envolvendo esse actor, mas isso não impede o observador de identificar quem é verdadeiramente culpado por um dado infortúnio. Os resultados e as suas implicações foram interpretados de acordo com diferentes perspectivas teóricas e são discutidas possíveis futuras vias de investigação.

Keywords : Pensamento contrafactual; Foco; Mutabilidade; Culpa.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License