SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.33 número3Esquemas de pintura para estruturas marítimas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Corrosão e Protecção de Materiais

versão On-line ISSN 2182-6587

Resumo

FONTINHA, I. R. et al. Influência dos pré-tratamentos de limpeza e de oxidação da superfície metálica no desempenho à corrosão da liga de alumínio EN AW-6063 com revestimento híbrido de sol-gel. Corros. Prot. Mater. [online]. 2014, vol.33, n.3, pp.38-43. ISSN 2182-6587.

O presente trabalho teve como objetivo o estudo da influência dos pré-tratamentos de superfície no desempenho à corrosão dos revestimentos híbridos de sol-gel para a proteção da liga de alumínio EN AW-6063. Para esse efeito foram adotados cinco pré-tratamentos: desengorduramento com acetona, desengorduramento alcalino seguido de ataque ácido, desengorduramento alcalino seguido de ataque alcalino e ataque ácido, desengorduramento alcalino seguido de ataque ácido e imersão em água à temperatura de ebulição e desengorduramento alcalino seguido de ataque ácido e anodização. A morfologia e a composição química da superfície dependem do tipo de pré-tratamento aplicado. As análises SEM/EDS realizadas revelaram que as amostras sujeitas a ataque químico alcalino seguido do ácido apresentam uma superfície mais lisa e desoxidada. Todos os outros pré-tratamentos deram origem a superfícies mais rugosas, cobertas com uma camada de óxido, mais denso e homogéneo nas amostras sujeitas aos passos adicionais de crescimento do óxido. Os revestimentos híbridos de sol-gel, sintetizados a partir dos precursores glicidoxipropiltrimetoxissilano (GPTMS) e n-propóxido de zircónio (TPOZ), foram aplicados nos diferentes substratos metálicos pré-tratados por imersão (dip-coating). O comportamento à corrosão das amostras revestidas foi avaliado por espectroscopia de impedância eletroquímica (EIS) e por um ensaio de corrosão acelerada. Complementarmente aos ensaios de corrosão, foram realizados ensaios de aderência do revestimento híbrido de sol-gel usando os métodos da quadrícula e de dobragem. Os ensaios de corrosão revelaram que os pré tratamentos que incluíam os passos de espessamento da camada de óxido conduziram ao melhor desempenho anticorrosivo, seguidos pelo tratamento que envolveu os ataques alcalino e ácido. No entanto, este último exibiu o pior desempenho no que se refere à aderência do revestimento sol-gel ao substrato metálico, o que foi atribuído à menor rugosidade e reduzida oxidação da superfície deste.

Palavras-chave : Revestimentos Híbridos de Sol-Gel; Pré-tratamento; Anodização; Corrosão.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )