SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número1Testes hidrostáticos e corrosão microbiológica índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Corrosão e Protecção de Materiais

versão On-line ISSN 2182-6587

Resumo

COELHO, J. C.; OLIVEIRA, C. M.; CARVALHO, M. D.  e  FONSECA, I. T. E.. A eficiência das técnicas electroquímicas na remoção de IõES cloreto em amostras de uma bala de canhão de um naufrágio do séc. XVIII. Corros. Prot. Mater. [online]. 2012, vol.31, n.1, pp.05-12. ISSN 2182-6587.

Com o objectivo de conservar artefactos em ferro arqueológico são testadas técnicas electroquímicas, nomeadamente a redução electrolítica e a redução galvânica. Os resultados são comparados com os obtidos pelas técnicas clássicas de simples imersão em soluções alcalinas e de redução com sulfito alcalino. Os ensaios foram efectuados em amostras retiradas de uma bala de canhão em ferro fundido de meados do século XVIII, inserida no contexto arqueológico de um navio, de nome Océan, que naufragou junto à costa sul de Portugal, em 1759. Um conjunto de amostras (núcleo e produtos de corrosão), antes e após aplicação dos métodos de tratamento foi analisado por difracção de raios - X, microscopia electrónica de varrimento e microanálise de raios - X. A eficiência dos métodos de extracção dos iões cloreto foi calculada com base na análise realizada por cromatografia iónica. Conclui-se que em condições idênticas o método de redução electrolítica foi o que conduziu a uma maior eficiência.

Palavras-chave : Ferro Arqueológico; Métodos Electroquímicos; Extracção de Iões Cloreto.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )