SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número1Desvios na representação grafemática por aprendentes de Português L2 em Timor-Leste: o caso das fricativasAs sequências textuais argumentativas no gênero "comentário do leitor" da folha de são paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Diacrítica

versão impressa ISSN 0807-8967

Resumo

BELYAEVA, Anastasiia. A linguística de corpus aplicada à semântica cognitiva. Diacrítica [online]. 2016, vol.30, n.1, pp.31-48. ISSN 0807-8967.

A semântica cognitiva pode fornecer o elo de ligação entre os modelos linguísticos e concetuais do mundo. A língua é uma via de acesso aos processos mentais que se desenrolam na mente do falante e, mais genericamente, à visão do mundo e à cultura de uma comunidade linguística. No entanto, os métodos de investigação da semântica cognitiva baseiam-se na introspeção, embora se reconheça a necessidade de aplicar métodos quantitativos empíricos mais objetivos. A solução poderá residir na utilização de corpora. Os estudos baseados em corpora analisam padrões de frequência e de uso para fazer generalizações sobre as normas de uso da língua. A adotar esta abordagem, os linguistas cognitivos passariam a dispor de uma grande quantidade de dados não-elicitados, que lhes permitiria identificar os padrões cognitivos de uma comunidade linguística. Este artigo explica de que forma a metodologia da linguística de corpus pode ser aplicada à investigação em semântica cognitiva.

Palavras-chave : conceito; semântica cognitiva; corpus; frequência; colocação.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons