SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3A arte poética de orfeu na dispersão, de Mário de Sá-CarneiroCensura no teatro brasileiro e o arquivo - perdoa-me por me traíres de Nelson Rodrigues: uma análise a partir de jacques derrida índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Diacrítica

versão impressa ISSN 0807-8967

Resumo

WARROT, Catarina Vaz. Não entres tão depressa nessa noite escura de António Lobo Antunes: da escrita romanesca à partitura musical. Diacrítica [online]. 2015, vol.29, n.3, pp.80-96. ISSN 0807-8967.

A obra Não Entres Tão Depressa Nessa Noite Escura (2000) de António Lobo Antunes, apresenta uma certa hibridez na sua composição: é classificada como sendo um poema apesar das suas densas 500 páginas e é construída através de uma multiplicidade de vozes narrativas, de perceções e de pensamentos que se entrelaçam, se repetem e se misturam. O autor reconhece ter tentado criar uma nova arquitetura do romance, utilizando outros meios para elaborar o texto. Decidimos explorar que outros meios poderiam entrar em jogo nesta tentativa de encontrar outra forma de escrita.

Palavras-chave : António Lobo Antunes; análise do discurso; música e literatura.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons