SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.28 número1Referências interculturais oitocentistas nas obras metalinguísticas em Português e Chinês do P.e Joaquim GonçalvesEnunciados do tipo injuntivo em géneros de texto publicitários sobre o vinho índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Revista Diacrítica

versão impressa ISSN 0807-8967

Resumo

RATO, Anabela; RAUBER, Andréia Schurt; SOARES, Letícia Piske  e  LUCAS, Liane Regio. Desafios na perceção e produção das vogais anteriores do inglês por falantes de português europeu. Diacrítica [online]. 2014, vol.28, n.1, pp.142-159. ISSN 0807-8967.

Este artigo apresenta os resultados de um estudo que investigou a perceção e a produção das vogais anteriores do inglês (/i/, //, //, /æ/) por um grupo de 18 falantes nativos de português europeu. A perceção das vogais-alvo foi testada com uma tarefa de identificação e os dados de produção de fala foram analisados acusticamente. Os resultados mostram que os ouvintes portugueses tendem a discriminar as duas vogais-alvo do par /i/-// com acuidade, mas produzem-nas com alguma sobreposição. Relativamente às vogais baixas, /æ/ foi produzida mais alta e mais posterior do que //, com considerável sobreposição, e os resultados do teste de perceção relativos a este par indicam que /æ/ foi maioritariamente identificada como //. Considerando que o // inglês é mais baixo do que o // português (Escudero et al., 2009), ambas as vogais inglesas // e /æ/ foram percebidas como baixas o suficiente para serem identificadas como /æ/. Os resultados também sugerem que a perceção precede a produção das vogais altas, uma vez que as taxas de correção elevadas relativas à identificação de /i/ e // não corresponderam a uma produção com distância euclidiana suficiente entre essas categorias no espaço acústico. Relativamente às vogais baixas, os participantes tenderam a perceber ambas as vogais como baixas o suficiente para serem consideradas /æ/, mas produziram-nas altas o suficiente para serem consideradas //.

Palavras-chave : aprendizagem fonológica não-nativa; vogais do inglês; perceção; produção.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )